jusbrasil.com.br
9 de Abril de 2020

Direito: advocacia ou carreira jurídica

Novos bacharéis de direito sempre se deparam com essa dúvida

EPD online, Representante Comercial
Publicado por EPD online
há 2 anos


Após conquistar a tão sonhada graduação em Direito, e ser aprovado no exame da ordem, surge outra dúvida sobre qual é a melhor forma de exercer a carreira. São inúmeros concursos, vagas em escritórios de advocacia ou locais bacanas para abrir o próprio escritório. No entanto, é melhor seguir carreira jurídica ou advocacia?

Dentre os cargos mais disputados por quem escolhe seguir carreira jurídica está o de desembargador, promotor de justiça, delegado, juiz e defensor público. No entanto, há pessoas que preferem não prestar concurso, e atuar em escritório, atendendo os mais variados clientes. Cada uma dessas escolhas representa cenários diferentes, com certas vantagens e desvantagens.

Carreira Jurídica

A carreira jurídica costuma oferecer cargos interessantes para os profissionais do Direito, e por serem conseguidas através de concursos públicos, oferecem também estabilidade. Os salários para os cargos oferecidos nesses concursos, costumam ser muito bem remunerados e acompanharem benefícios completos, como seguro de vida, vale alimentação/refeição e plano de saúde.

Entretanto, os cargos são disputados via concursos públicos, e costumam ser muito concorridos, já que o número de vagas costuma ser menor que o contingente de inscritos para prestar as provas. Isso significa que os concurseiros devem estudar ‘bastante’ para conseguirem boas posições na lista de aprovados. Essas provas exigem tanto preparo do participante, que algumas até dispensam a aprovação da OAB para participar e ser aprovado.

Alguns dos cargos disputados em concursos de Direito podem solicitar que o candidato tenha advogado, para que seja considerado qualificado. A carreira de promotor de justiça, por exemplo, exige 3 anos de experiência como advogado para que seja autorizada exercer a profissão. Com salários iniciais que podem superar os R$20.000,00. A carreira na promotoria é tão disputada que exige apenas o bacharelado em Direito, e não obriga que a pessoa esteja no quadro da OAB.

Seguir carreira jurídica é uma ótima opção para quem sabe como quer atuar e que deseja uma maior estabilidade de carreira, tanto em sentido financeiro como no cotidiano, considerando que há maior ‘controle’ das atividades e direitos. Mas, quem deseja escolher este caminho para seguir, deve ser disciplinado e estudar muito para conseguir ser aprovado nos tão concorridos concursos públicos.

Advocacia

A advocacia é uma excelente opção para quem está começando a carreira, ou então, que deseja atuar em um braço específico do Direito, como Penal ou Civil. A opção é muito indicada também para quem deseja abrir o próprio escritório e atuar de forma autônoma, fugindo dos tão pesarosos concursos públicos.

Advogar em um escritório próprio ou não, permite ao profissional mais autonomia e exige uma visão mais analítica. Como atuar sob essas condições podem ser interessantes, também pode ser um risco em questões financeiras, pessoais e disciplina. Muitos advogados que atuam em escritórios - principalmente próprios - costumam levar trabalho para casa e não saber os momentos de ‘parar’ ou ‘começar’ as atividades.

O advogados que escolhem o método possuem altas chances de conseguirem uma carreira prestigiosa, conseguindo bons clientes e ganhando credibilidade nos processos. Porém, embora não exista a necessidade do concurso, isso não quer dizer que o profissional não precise mais estudar. Como o mercado do Direito tem uma ampla concorrencia, é fundamental que o advogado faça cursos de especialização em determinadas áreas, para que não ofereça um serviço genérico.

Além de estar atualizado com os estudos, quem deseja a advocacia, deve também estar inteirado sobre as estratégias mercadológicas para atrair clientes, adotando tecnologias e um comportamento adequado. As palavras-chave para conseguir sucesso nesta escolha são: pró-atividade e disciplina.

Tanto a advocacia como a carreira jurídica, exigem muito estudo. Em um mercado tão saturado, onde muitas pessoas escolhem as carreiras baseadas em remuneração e status, saber quais são seus objetivos de vida, podem ajudar a tomar uma decisão melhor.


0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)